terça-feira, abril 18, 2006

Em Seu Quarto

Aqui.

Onde o tempo move-se apenas de acordo com sua vontade absoluta.

Onde é o senhor, o dono, o ser absoluto... Onde sua vontade faz lei. Onde tudo orbita apenas por seu desejo.

Estou aqui.

Por quanto tempo deseja que eu fique? Alguns minutos, algumas horas... Para sempre?

Quando me tomará em seus braços – ao invés de me deixar jazer aqui, em sua escuridão preferida? Pois vivo por sua respiração, sinto por sua pele, espero por suas palavras, vejo através de seus olhos de chamas.

Deixe-me entrar em sua meia-luz predileta... Em sua consciência, em seu domínio particular. Em sua fortaleza, em seu reino, em seu âmago.

Afinal, é meu maior desejo. Ser pequena parte de sua consciência, ser seu jogo predileto, seu sorriso predileto, sua paixão predileta. Ter voz dentro de seu domínio. Poder penetrá-lo, poder compartilhar dele.

Aqui, onde nenhuma outra alma existe.

Poderei ficar aqui para sempre?

Afinal, já teve a sensação de estar diante de seu próprio espelho, sua própria imagem? Que, talvez, seu domínio seja tão parecido com o meu que eles podem até vir a se fundir algum dia?

Pois, agora, este é meu maior desejo.

Ficar aqui.

***

Nem ouvi Depeche Mode pra escrever esse texto, imagina...
Reativando o blog. Vamos ver se agora consigo resolver os percalços. :-)

3 comentários:

The Rose® disse...

E vc acha que alguém pensou que vc Depeche?Nossa, nem percebi a semelhança, sabe?!

E não que eu tenha me confrontado com o espelho, mas já provei do meu veneno.....é pior!

Bjo!

Piaza disse...

De volta das cinzas! E em grande estilo. Nada como um quarto e um espelho após o outro.

Rosa Gigantia disse...

Espelhos podem ser quebrados, vc sabe disso.